Questo sito contribuisce alla audience di

    Imagina um cau, branco de azul
    Um luz quieta, um pouco de sul
    Um homem parado, segura o contil
    Parece cansado, assim visto de perfil

    Uma sombra pequena, uma longa jornada
    Parece a  procura, mas na£o acha nada
    Na£o ha¡ uma casa sem uma parede
    E a a¡gua que bebe, na£o lhe mata a sede

    Aquela sede
    A sua sede
    E ele onde esta¡
    De onde vira¡
    Por quem perguntara¡
    Amanha£ sabera¡
    Ele onde esta¡
    De onde vira¡
    Amanha£ matara¡

    Eu espreito a  janela, por traz da vidraa
    E vejo o sujeito, no meio da praa
    Na£o ha¡ um homem, sem o seu segredo
    Verdade escondida, a ma£e do seu medo

    Aquele medo
    a? o seu segredo
    E ele onde esta¡
    De onde vira¡
    Por quem perguntara¡
    Amanha£ sabera¡
    Ele onde esta¡
    De onde vira¡
    Amanha£ matara¡

    Imagina um cau, negro de perigo
    Desperta terror, ver o desconhecido
    Desconfia dele, mas faz a viagem
    Se na£o tens abrigo, que tenhas coragem

    Cosa ne pensi di "Se NaO Tens Abrigo" di Xutos & Pontapés?

    Vota la canzone

    Fai sapere ai tuoi amici che ti piace:

      Acquista l'album

      Commenti

      Invia il tuo commento

      Disclaimer [leggi/nascondi]

      Guida alla scrittura dei commenti